Ainda não há comentários

Ministério Fé e Política no Paraná – Renovação Carismática Católica

Ministério de Fé e Política, você conhece ou já ouviu falar ?

Esse vídeo vai trazer a história da implantação dele no Estado do Paraná. Projeto esse, que deu certo e vem colhendo frutos no campo da política do bem. Através do empenho, das orações e dedicação na busca pela verdade, com a ajuda de irmãos e amigos que lutam por um país melhor!

PARTICIPAÇÃO VÍDEO:

  • Luiz Cesar Martins
  • Marcia de Oliveira
  • Paulo Roberto Bastista
  • Wagner Martins
  • Evandro Araujo
  • Diego Garcia
  • Reinaldo Batista
  • Maria Ivone Ferreira Ranieri

—————————————–

MINISTÉRIO DE FÉ E POLÍTICA.

A Instrução Normativa 02/15 – RCCBRASIL orienta as posturas e condutas dos conselhos durante o período das eleições políticas. Clique aqui para baixar.

Cartilha de Conscientização – Ministério Fé e Política. Clique aqui para baixar

 —————————————————————————————-
Um indispensável  serviço na Renovação Carismática Católica
A primavera dos movimentos pós-conciliares despertou um ardoroso ideal de evangelização da polis “de novos movimentos animados por um ideal de evangelização da sociedade e de renovação da espiritualidade cristã, de novas formas de atuação laical no campo da política, da promoção dos direitos humanos e da solidariedade com os pobres, excluídos e sofredores”. (CNBB. DOC. 62).
Com a redemocratização do país, o Brasil passou por mudanças significativas depois de 1985, logo a presença dos católicos na sociedade passou a ser mais presente no campo da política, conforme apontaram os bispos do Brasil em 1999: “houve opções diferentes, alguns deixaram as comunidades eclesiais e organizações pastorais para ingressar nos partidos, levando no coração a inspiração cristã para a luta política” (CNBB. DOC. 62. P. 31).
Os leigos buscaram impregnar o campo da política com o espírito cristão e a participação nos conselhos municipais, nos conselhos tutelares, em partidos políticos, na promoção dos direitos humanos e da construção da cidadania passou a ser reconhecido como um autêntico apostolado no aperfeiçoamento da ordem temporal, logo a participação dos leigos na vida pública não pode ser considerada contrária à espiritualidade do laicato, conforme afirma Sampel (2011), “Os problemas e assuntos tipicamente seculares não devem ser considerados estranhos à espiritualidade dos leigos”.
Com o advento da Exortação Apostólica CHRISTIFIDELES LAICI (1988) sobre a vocação e missão dos leigos na Igreja e no mundo, a Renovação Carismática Católica se viu diante da urgência de aprofundar a discussão sobre a participação dos membros da RCC na vida política, pois no bojo do documento do magistério havia uma exortação para o compromisso com o “empenho de uma presença na sociedade humana que, à luz da doutrina social da Igreja, se coloque ao serviço da dignidade integral do homem”.
A candidatura de membros da RCC a cargos eletivos na década de 90 contribuiu para acelerar os debates internos sobre a relação do movimento com a política, de modo que o Conselho Nacional da RCCBR criou a Secretaria Matias para discernir e deliberar questões sobre o dualismo Fé e Política e por ocasião escolheu Hucley Coelho da RCC do Mato Grosso do Sul para coordenar o novo serviço.
Cônscios da distinção entre comunidade religiosa e comunidade política, a RCCPR não deixará de chamar à responsabilidade os membros vocacionados para que estejam preparados e presentes na vida pública, sendo rosto e memória de Pentecostes no campo ‘‘complicado’’ da política. Entre as ações basilares do apostolado do Ministério de Fé e Política a mais evidente é o acompanhamento dos vocacionados em ano eleitoral, pois o Projeto de Fé e Política da RCCPR é uma resposta ao clamor da Igreja que roga para os cristãos considerarem sua participação na vida política da nação como um dever de consciência e como o exercício da caridade.
CONSELHO DE MANDATO!
“Envolver-se na política é uma obrigação para um cristão. Nós, os cristãos, não podemos fazer de Pilatos e lavar as mãos, não podemos! Temos de nos meter na política, porque a política é uma das formas mais altas de caridade, porque busca o bem comum…Trabalhar pelo bem comum é um dever do cristão”.      (Papa Francisco, 2013)

Publicar um comentário