Ainda não há comentários

Câmara cria prêmio pela defesa e promoção dos direitos da pessoa idosa

O Prêmio Zilda Arns será concedido, anualmente, a cinco personalidades que mais se destacarem em ações em defesa dos idosos

O Plenário da Câmara dos Deputados aprovou, na última sexta-feira (29), o projeto de resolução 231/17, que cria o Prêmio Zilda Arns pela defesa e promoção dos direitos da pessoa idosa. A premiação será concedida, anualmente, a cinco personalidades (pessoas físicas ou jurídicas) que se destacarem em ações promovidas em defesa dos idosos.

Ainda em homenagem à catarinense, tramita na Casa o PL 5808/2016, que denomina o trecho da rodovia BR-369, localizado entre a cidade de Bandeirantes, no Estado do Paraná, e a divisa com o Estado de São Paulo, “Rodovia Zilda Arns Neumann”. A proposta, de autoria do deputado Diego Garcia (PHS-PR), será apreciada nesta quarta-feira (4) pela Comissão de Cultura.

Defensora dos Direitos Humanos

Nascida em Forquilhinha (SC), a Doutora Zilda Arns, que foi médica pediatra e sanitarista, fundou em 1983 a Pastoral da Criança, um meritório programa de ação social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB. Foi ela que, com um pequeno grupo de voluntários do Paraná, conseguiu implantar programas sociais para ajudar famílias pobres a evitar a mortalidade infantil com o uso do soro caseiro, que salvou milhares de crianças desnutridas no Brasil e em muitos países na América Latina, Ásia e África. Por esse motivo, recebeu a indicação ao Prêmio Nobel da Paz, em 2006.

Foto: Agência Câmara

Publicar um comentário