A FORÇA E DETERMINAÇÃO DE UM JOVEM CRISTÃO

     Conheça o Deputado Federal Diego Garcia, que hoje representa os valores cristãos, defendendo a vida e a família no Congresso Nacional

Diego Garcia nasceu na cidade de Bandeirantes e cresceu em Andirá, no Norte Pioneiro do Paraná. Veio de uma família simples, de poucos recursos, mas muito unida. Foi jogador de futebol por muitos anos, mas acabou deixando tudo para uma missão muito maior. Sua vida mudou quando entrou na Renovação Carismática Católica. Deixou o futebol e tornou-se pregador, quando também passou a ajudar sua mãe a vender roupa na edícula de casa.

Em 2014, fui escolhido por coordenadores do Ministério de Fé e Política da RCC Paraná para me candidatar a deputado federal.  No mesmo ano, Diego Garcia candidatou-se pela primeira vez a um cargo político e foi eleito Deputado Federal pelo Paraná, com 61.063 votos. E aí tudo mudou. Hoje é casado, tem três filhos (um no céu), formou-se em Administração e represente mais de 11 milhões de paranaenses na Câmara dos Deputados. Nas últimas eleições, obteve um crescimento expressivo, fruto de seu trabalho, ao assumir o 2º mandato na Câmara dos Deputados, com 103.154 votos. Diego Garcia pauta suas decisões nos valores cristãos: em defesa da família brasileira, da proteção ao direito à vida e também no combate à corrupção.

Nos últimos anos, vem despontando como um dos parlamentares mais atuantes! Diego Garcia já acumula uma produção legislativa significativa: 60 Projetos de Lei apresentados e mais de 120 relatorias de PLs, dentre eles os importantes Estatuto da Família e Estatuto do Nascituro.

Diego Garcia já teve três projetos de lei sancionados, ou seja, que viraram leis federais. Os PLs 3170/20154639/2016 e 4580/2016, de autoria de Garcia, foram aprovados na Câmara dos Deputados, no Senado Federal e sancionados pelo Presidente da República. O primeiro, que se tornou a lei nº 13.436/2017, garante às mães a assistência na amamentação nas unidades de saúde, que devem prestar orientações quanto à técnica adequada. Já o PL 4639/2016, agora lei nº 13.269/2016, autorizou o uso da fosfoetanolamina sintética por pacientes diagnosticados com neoplasia maligna. A terceira proposta, PL 4580/2016 (lei nº 13.611/2018) institui o Dia Nacional do Exportador, matéria essa que homenageia os que se dedicam à atividade exportadora e contribui para o fortalecimento do comércio exterior brasileiro.

O foco do mandato do deputado é a proteção da vida e da família. Hoje, o parlamentar é o presidente da Frente Parlamentar em Defesa da Vida e da Família e da Frente Parlamentar de Doenças Raras da Câmara . Diego Garcia tem atuado à frente de ações que garantem o direito à vida do nascituro, o respeito dos valores familiares na educação moral, sexual e religiosa, e que protegem a família enquanto base da sociedade.

Ligado às questões de sustentabilidade, Diego Garcia inovou ao se tornar o primeiro deputado a aderir ao projeto de Gabinete Sustentável, o que implica no cumprimento de metas que incluem a redução de papel, desmaterialização de documentos, redução no consumo de material de escritório, e otimização no uso de energia e água. E agora, foi escolhido para participar de um projeto-piloto de digitalização do processo de criação de requerimentos e projetos de lei.

Certamente, o Estatuto da Família foi um marco em seu primeiro  mandato. O Projeto de Lei nº 6.583/2013, de autoria do dep. Anderson Ferreira, foi aprovado na Comissão Especial com o parecer do deputado Diego Garcia, depois de várias audiências públicas e encontros regionais. Agora, continua a luta pela aprovação final desse tão importante Projeto de Lei, que busca valorizar a família base da sociedade e que merece especial proteção do Estado.

Propostas de combate à corrupção foram as primeiras preocupações do deputado Diego Garcia na abertura do ano de 2016 no Congresso Nacional. Atendendo aos anseios da população e levando em conta a situação de crise em que vive o Brasil, o parlamentar apresentou 10 Projetos de Lei que visam combater a corrupção e garantir uma maior eficiência do Poder Judiciário. As propostas estão em consonância com a campanha “10 Medidas Contra a Corrupção” do Ministério Público Federal. Além desses, Garcia também é um dos autores do PL 4850/2016, a proposta foi apresentada pela sociedade civil e apadrinhada por quatro deputados federais.

Diego Garcia também foi um dos poucos deputados federais paranaenses a ter coerência nas votações pelo Processo de impeachment de Dilma Rousseff.[2] , pela cassação do ex-deputado federal Eduardo Cunha e pelo acolhimento das duas denúncias contra o presidente Michel Temer.

Em 2018, assumiu a grande responsabilidade de presidir a Comissão Especial do Fim do Foro Privilegiado. Foi um trabalho árduo, mas vitorioso: Graças a sua determinação, conseguiu a aprovação da PEC na comissão, um grande passo para o combate à impunidade!

Recentemente enfrentou outra batalha: para que o Coaf, que é um órgão dedicado à prevenção e ao combate à lavagem de dinheiro e ao financiamento do terrorismo, continuasse com o Ministro Sérgio Moro no Ministério da Justiça. Apesar de sua luta no Plenário, a maioria dos deputados votou para tirá-lo de lá e enviá-lo para o Ministério da Economia. Mas obteve grandes vitórias também: graças a sua atuação, impediu que o trabalho dos auditores fiscais da Receita Federal no combate à corrupção fosse inviabilizado; e também impediu a criação de mais dois Ministérios, que iriam aumentar ainda mais os gastos públicos.

Diego Garcia tem provado, com sua honestidade e um trabalho transparente e participativo, que a política é uma das mais belas maneiras de praticar o bem comum!