Ainda não há comentários

Hospital Pequeno Príncipe poderá adquirir novos equipamentos para UTI e Centro Cirúrgico

A entidade foi contemplada com uma emenda parlamentar de R$ 150.000,00 e receberá a ordem bancária nesta quinta-feira (13)

 Referência em pediatria no Brasil, o Hospital Pequeno Príncipe (HPP), de Curitiba, poderá fazer a aquisição de novos equipamentos para UTI e centro cirúrgico, através de uma emenda parlamentar de R$ 150.000,00, destinada pelo deputado federal Diego Garcia (PHS-PR). O parlamentar fará a entrega simbólica do pagamento do recurso à entidade nesta quinta-feira (13), às 15h30.

 Segundo o HPP, são realizadas, anualmente, mais de 24 mil internações, 340 mil atendimentos ambulatoriais e 17 mil cirurgias. Na justificativa da solicitação da emenda, a entidade afirma que há grande necessidade de substituir os equipamentos, pois muitos se encontram bastante desgastados, sem peças de reposição e com baixa qualidade de precisão. “Precisamos substituir monitores multiparâmetros da UTI cirúrgica que tem mais de 18 anos de uso. Temos necessidade destes equipamentos para qualificar a assistência prestada em nosso centro cirúrgico”, afirma o Hospital.

 Com o valor destinado por Diego Garcia, poderão ser adquiridos dois monitores multiparâmetros e um sistema para urodinâmica, que será utilizado na sala de exames. “O Hospital Pequeno Príncipe, além de prestar um excelente atendimento a inúmeras crianças e adolescentes, é exemplo em humanização, promovendo a inclusão social e procurando respeitar a dignidade e oferecer também acolhimento aos familiares. Com a destinação dessa emenda parlamentar, busquei proporcionar a ampliação desses exames e melhores condições aos pacientes”, diz.

Hospital Pequeno Príncipe

 O Hospital Pequeno Príncipe, instituição filantrópica sem fins lucrativos, presta apoio a todo o Paraná (51,26% do atendimento é de pacientes da capital, 44,93% de municípios do interior e 3,78% de outros Estados) e é o maior centro hospitalar exclusivamente pediátrico do país. Além disso, destina no mínimo 60% de sua capacidade de atendimentos para crianças que utilizam o SUS.

 Reconhecido como hospital­-ensino pelo Ministério da Saúde e pelo Ministério da Educação, o HPP também possui programa próprio de residência médica desde a década de 1970, recebendo médicos de diversas regiões e influenciado a pediatria exercida em todo o país.

Publicar um comentário